Archivo de la categoría: Idiomas

Olhos verdes cor do mar… (Fernando Pessoa)

Fotografia de Breno César

Olhos verdes cor do mar,
Tão cheios de vago qu’rer…
Oh, que eu pudesse dizer
O que me sinto pensar!
Poder-me-eis vós amar,
Olhos verdes, cor do mar.

Fernando Pessoa

In Poesia 1931-1935 e não datada, Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006

Ao pé da Raia

Leer artículo original

Hoje é o Dia D, de Drummond

E celebramo-lo aqui, como todos estes anos, lendo um poema de Carlos Drummond de Andrade, que nasceu no dia 31 de outubro de 1902.

O Dia D

CANTO ESPONJOSO

Bela
esta manhã sem carência de mito,
e mel sorvido sem blasfémia.

Bela
esta manhã ou outra possível,
esta vida ou outra invenção,
sem, na sombra, fantasmas.

Umidade de areia (Read more…)

Ao pé da Raia

Leer artículo original

No meio do caminho (Carlos Drummond de Andrade)

O poeta brasileiro Carlos Dummond de Andrade recitando o famoso poema No meio do caminho em vídeo interpretado por Miguel Drummond, bisneto dele.

Hoje celebra-se no Brasil o Dia D, dedicado a este poeta.

NO MEIO DO CAMINHO

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho (Read more…)

Olá! Como estás?

Leer artículo original

Flor (Almada Negreiros)

Turma dos sete instrumentos
Lembram-se de quando vocês começavam a pintar qualquer coisa com um lápis ou com os lápis de cor? Vamos ler uma história do artista e escritor português Almada Negreiros.

FLOR

Pede-se a uma criança. Desenhe uma flor! Dá-se-lhe papel e lápis. A criança vai sentar-se no outro canto da sala onde não há mais ninguém. Passado (Read more…)

Olá! Como estás?

Leer artículo original